Sobre uma época fria.

AUSENCIA.png

Zé, queria te dizer que ainda dói, não como antes, mas dói, arde toda vez que eu fecho os olhos antes de dormir, me parte ao meio quando eu ouço aquela música, me faz chorar quando eu vejo aquela foto, a ausência me corrói o peito Zé, e eu transbordo mesmo vazio.

Existem dias pares e ímpares, existe uma montanha russa gigante dentro de mim, eu vou ao céu e de repente vou ao inferno, e depois volto para o céu, é assim o dia todo Zé, não tem sossego, não tem remédio na farmácia, nem soro nos hospitais que faça isso tudo parar.E o “tudo” parece grande demais, ele me engole, e depois me vomita.

Estou cansado de ir e vir, eu só queria ficar.

Texto e ilustração: Yago Alves

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: