Arquivos Mensais: março \31\UTC 2015

Férias

Só queria tirar férias, não precisava ser férias no Caribe, nem em outro país, nem em outra cidade, nem mesmo em outro bairro, queria tirar férias de mim, eu só queria abrir um zíper nas costas e pode sair do meu corpo durante um tempo, deixar todas essas preocupações de lado, me olho no espelho …

Continuar lendo

Teu brinquedo favorito.

Faz isso, só me procura quando precisar desabafar, só me chame quando na madrugada o tédio estiver te consumindo, me esqueça durante o dia quando você estiver rodeada de gente legal e cult. Ignora minhas mensagens, não atenda o celular e resolva vim falar comigo só se estiver precisando de uma dica de filme, ou …

Continuar lendo

Amor, sem nome próprio

Tem uma manchinhas nos óculos dela e seus longos cabelos pretos estão mudando de cor. Seus olhos parecem duas bolinhas de gude castanhas. Suas covinhas ficam aparente quando ela sorrir e me olha como se o resto do mundo não existisse e eu a olho como se não houvesse um amanhã, apenas um hoje resumido …

Continuar lendo

Marta sumiu..

Ontem, ela bebeu minha água com gás e sussurrou no meu ouvido que sentia dores, tentou sorrir, mas até o seu sorriso transmitia dor, seus olhos pediam um abraço, um aconchego. Marta sentia socos no estômago com frequência e se lhe perguntassem o que causava tudo aquilo ela apenas balançava a cabeça sem ter muito …

Continuar lendo

Nosso breve reencontro

Você foi embora, lembra? Se não lembra, vou tentar refrescar sua memória. Não lembro do dia exato, mas era outubro, o pior da minha vida. Você fez questão de não se despedir. Apenas sumiu. Assim do nada. Da mesma forma que apareceu. Era difícil levantar e seguir a vida quando meu coração se apertava a …

Continuar lendo

O Barbudo da cafeteria . Parte 1

Durante aquela manhã enquanto a cidade virava um festival de pessoas indo e vindo com seus enormes e diferentes tipos de guarda-chuva, ela estava dentro da cafeteria olhando e esperando que o tempo melhorasse, esperando que o sol voltasse a brilhar sobre aquelas ruas molhadas, e ela não estava falando só da cidade, o tempo …

Continuar lendo

Despedida

Joana : Se você pudesse ficar eu seria imensamente grata. Eu esquento o café se você acha-lo frio demais, eu me pinto de azul e amarelo só para tirar algum sorriso desse teu rosto que está sempre tão sério, me dobro e desdobro se você quiser e até mesmo aprendo aquelas músicas que você insistia em …

Continuar lendo

Essa “festa” nossa de todo dia.

Odeio festas com muita gente, detesto som alto e essa mania que as pessoas têm de querer te abraçar sem ao menos saber seu nome, essa mania de chegar perguntando se você tem fosforo mesmo sabendo que você não fuma, detesto atravessar a festa procurando algum amigo que fez o favor de se perder mesmo …

Continuar lendo

Minha droga

Terminamos antes de começar, fomos os primeiros a chegar a festa e os primeiros a irem embora. Andamos na praia esperando tomar um bronze, mas o dia estava nublado, queríamos um café quente, porém, só encontramos um liquido preto, aguado e gelado. Eu juro que tentei, Deus é a prova viva disso, tentei te deixar …

Continuar lendo

Dançar com a solidão

Tira o sapato, sinta o chão debaixo dos teus pés, sinta o frio ou o calor desse asfalto. Não tenha medo. Ei, o que é isso? Não chore, menina, não desfaz esse sorriso dos lábios. Olha, lá fora esta chovendo, vai tomar banho na bica, não se preocupa com o cabelo, nem com maquiagem, se …

Continuar lendo